Sem categoria

O que são cogumelos mágicos e psilocibina?

O que são cogumelos mágicos e psilocibina

A psilocibina é uma substância enteógeno que as pessoas ingerem de certos tipos de cogumelos considerados alucinógenos que crescem em regiões da Europa, México, Estados Unidos e também aqui na América do Sul.

Os cogumelos que contêm psilocibina são conhecidos como cogumelos mágicos. A psilocibina é uma substância controlada de cronograma I, o que significa que tem um alto potencial de abuso e nos últimos anos está sendo pesquisado com propósito médico legítimo para tratamento de depressão e ansiedade.

Os indivíduos usam os cogumelos com psilocibina como forma ritualística, terapêutica e recreativa. Ele fornece sentimentos de euforia e distorção sensorial em doses consideráveis, que são comuns às drogas enteógenos como DMT, mescalina e outros.

Os órgãos médicos não consideram a psilocibina uma substância que causa dependência devido a resistência fisiológica que o corpo cria. O uso contínuo pode criar um resistência crônica tornando o uso recreativo impossível.

Fatos rápidos sobre psilocibina

 

  • A psilocibina tem efeitos físicos e psicológicos variáveis

  • A psilocibina não é naturalmente viciante.

  • A droga pode desencadear episódios psicóticos em altas doses.

  • Indivíduos com histórico familiar de esquizofrenia ou doença mental de início precoce enfrentam um risco aumentado de uma reação psiquiátrica adversa à psilocibina.

O que é psilocibina?

A psilocibina é um alucinógeno que atua ativando os receptores de serotonina , mais frequentemente no córtex pré-frontal. Esta parte do cérebro afeta o humor, a cognição e a percepção.

Os alucinógenos atuam em outras regiões do cérebro que regulam as respostas de excitação e pânico. A psilocibina nem sempre causa alterações visuais ou auditivas. Em vez disso, amplia a capacidade perceptiva e analítica, tornando diferente o campo de observação da vida como um todo.

O set and setting diz muito a respeito sobre as possíveis variações que possibilitam experiências diferentes. O quão sucessivo são os experimentos e domínio mental de cada indivíduo; como é abordado o consumo e também as expectativas de como será ou serão as próximas experiências, tudo isso interage com a repercussão da ferramenta.

Depois que o intestino ingere e metaboliza a psilocibina, o corpo a converte em psilocina. Os efeitos alucinógenos da psilocibina geralmente ocorrem 30 minutos após a ingestão e duram entre 4 e 6 horas.

Em alguns indivíduos, as mudanças na percepção sensorial e nos padrões de pensamento podem durar além do tempo estimado, de maneira sutil. Em abordagem terapêutica pode-se dizer que o efeito perdura por dias.

Os cogumelos que contêm psilocibina são pequenos e possuem várias formas de serem identificados. Na natureza, as pessoas costumam confundir cogumelos que contêm psilocibina com outros cogumelos que podem ser venenosos, o que torna o consumo de cogumelos selvagem perigoso.

As pessoas geralmente consomem os cogumelos com psilocibina na forma de chá ou desidratados, misturados com um alimento para mascarar seu sabor amargo. Algumas pessoas pulverizam os cogumelos secos em pó e os preparam na forma de cápsulas, mas isso vai contra a lei Brasileira.

A potência de um cogumelo depende de:

  • Técnica de produção

  • Qualidade do isolamento genético

  • Condições de parâmetros de produção

  • Colheita no período correto

  • E forma de desidratação

A quantidade de material bio-químico ativo em cogumelos secos é cerca de 10 vezes maior em relação de massa do que a quantidade encontrada em seus equivalentes frescos.

Nos EUA, a Pesquisa Nacional sobre Uso de Drogas e Saúde (NSDUH) sugeriu que, entre 2009 e 2015, cerca de 8,5 por cento das pessoas relataram usar cogumelos enteógenos em algum momento de suas vidas.

Quando as pessoas usam cogumelos enteógenos, geralmente é em festivais de dança (no Brasil conhecido como Rave) ou em grupos selecionados de pessoas em busca de uma experiência espiritual transcendente.

Em ambientes médicos, os médicos testaram a psilocibina para uso no tratamento de cefaléias , ansiedade e tratamento de câncer em estágio final , depressão e outros transtornos.

No entanto, os cientistas questionam sua eficácia e segurança como medida terapêutica, devido a inadinplência de produção e por ausência de estudos mais intrínsecos e regulados.

Nomes populares no Brasil

Os terapeutas ou comerciantes de cogumelos raramente vendem psilocibina isolada, pois a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, ANVISA legitima a venda isolada do princípio ativo como crime conforme a portaria 344/98, porém o cogumelo Psilocybe cubensis, tal conhecido popularmente como cogumelo mágico não está inserido e torna-se viável o comércio acometido ao uso religioso ou para pesquisa.

  • Cogumelo Mágico

  • Cogumelo Santo

  • Teonanacatl

  • Menino Santo

  • Filho de Sabina

  • Cubes

  • Cubies

  • Cogumelo Sagrado

  • Cubensis

  • Cogumelo Alucinógeno

  • Cogumelo Enteógeno

Efeitos Adversos

Os efeitos da psilocibina são geralmente semelhantes aos do LSD.

Eles incluem uma percepção alterada de tempo e espaço e mudanças intensas no humor e nos sentimentos, motivo pela tamanha popularidade.

Os possíveis efeitos da psilocibina incluem:

  • Euforia

  • Paz

  • Despertar espiritual e da consciência

  • Mudança rápida das emoções

  • Realização, ou a sensação de que seus arredores estão diferentes

  • Personalização, ou uma sensação de conexão com o externo e interno

  • Pensamento acelerado e ascensão da consciência

  • Alteração na percepção visual, como fractais de luz e cores vivas

  • Pupilas dilatadas

  • Tontura

  • Sonolência

  • Concentração ascendida ou prejudicada

  • Leveza corporal

  • Sensação de coordenação alterada

  • Sensações corporais incomuns

  • Náusea

  • Insighs

  • Bocejo excessivo

Os efeitos dos cogumelos enteógenos variam entre as pessoas e seus bio-tipos, com base nas diferenças no estado mental e na personalidade do usuário e no ambiente imediato.

Se o usuário recreativo tiver problemas de saúde mental ou se sentir ansioso por usar a ferramenta, ele corre um risco maior de ter uma experiência ruim, motivo de sempre estar sob comando de indivíduos gabaritados tecnicamente.

O evento psicológico é o relatado com frequência após o uso recreativo ou terapêutico de cogumelos que contém psilocibina. Esse evento pode assumir a forma de relaxamento ou ansiedade, tal como psicose de curto prazo ou melhoramento no alinhamento pessoal.

Psilocibina como tratamento para depressão

Discussões estão em andamento sobre se os especialistas em psicologia podem usar psilocibina e alucinógenos semelhantes como um tratamento para a depressão.

Dois estudos muito recentes analisaram a psilocibina como tratamento. Um estudo examinou a capacidade da psilocibina de reduzir os sintomas de depressão sem entorpecer as emoções, e o outro avaliou a relação entre quaisquer resultados terapêuticos positivos e a natureza das alucinações induzidas pela psilocibina.

Enquanto alguns pesquisadores estão investigando alguns usos terapêuticos para a psilocibina, eles ainda, no momento, consideram a psilocibina insegura e ilegal perante um comércio público e direto ao consumo humano.

Seria os Cogumelos Mágicos a nova medicina para a humanidade?

Riscos

Pessoas que tomaram cogumelos enteógenos em ambientes não controlados podem ter um comportamento imprudente, como dirigir embriagado, e as inadimplências é o medo principal da medicina Brasileira e mundial.

Algumas pessoas podem experimentar alterações persistentes e angustiantes na maneira como veem o mundo. Esses efeitos geralmente são visuais e podem durar um tempo que às vezes os experimentados não podem cumprir.

Os médicos diagnosticam uma condição como transtorno de percepção persistente de alucinógeno (HPPD), também conhecido como flashback. Um flashback é uma lembrança traumática de uma experiência intensamente perturbadora. A lembrança dessa experiência perturbadora durante o uso de alucinógenos seria uma má viagem, ou uma alucinação que toma um rumo perturbador, e a pergunta mais levantada é como seria uma condição destas sem nenhum acompanhamento profissional?

Alguns indivíduos podem experimentam efeitos mais desagradáveis ​​do que os comuns, exigindo uma ida ao pronto-socorro em casos graves, geralmente associados a doses grandes e potentes.

Na maioria dos casos, o médico tratará esses efeitos com medicamentos, como benzodiazepínicos. Esses efeitos geralmente desaparecem em 6 a 8 horas, conforme os efeitos da droga passam.

Finalmente, embora o risco seja pequeno, alguns usuários de cogumelos mágicos correm o risco de intoxicação acidental por comer uma alta carga de  cogumelo ou por ingestão de cogumelos venenosos por engano.

Os sintomas de envenenamento por cogumelos podem incluir espasmos musculares, confusão e delírio. Visite um pronto-socorro imediatamente se esses sintomas ocorrerem.

Como os cogumelos enteógenos e outros cogumelos venenosos são comuns à maioria dos ambientes vivos, uma pessoa deve remover regularmente todos os cogumelos das áreas onde as crianças estão rotineiramente presentes para evitar o consumo acidental ou educar socialmente para que às crianças se mantenham distantes.

A maior parte da ingestão acidental de cogumelos resulta em doenças gastrointestinais menores, com apenas os casos mais graves exigindo atenção médica.

Potencial de abuso

A psilocibina não causa dependência química e nenhum sintoma físico ocorre após a interrupção do uso ou durante o uso terapêutico e acompanhado.

No entanto, o uso regular pode fazer com que o indivíduo se torne tolerante aos efeitos da psilocibina. A tolerância cruzada também ocorre com outras drogas, incluindo LSD e mescalina. As pessoas que usam esses medicamentos devem esperar pelo menos vários dias entre as doses para sentir o efeito total.

Após vários dias de uso de psilocibina, ao interromper o uso em caso de pessoas ansiosas e depressivas que largaram a ferramenta podem experimentar abstinência psicológica e ter dificuldade de se ajustar à realidade, portanto é imprescindível acompanhamento psiquiátrico e alinhamento médico.

Fins terapêuticos

A psilocibina não causa dependência, mas pode gerar tolerância, fazendo com que as pessoas precisem aumentar a dose para sentirem os efeitos. Griffiths acredita que ela pode ter fins terapêuticos se usada com acompanhamento médico. Ele está fazendo estudos para ver se o enteógeno poderá ajudar pacientes com câncer a lidar com a depressão e ansiedade, bem como ajudar fumantes a largarem o vício. “Pode haver aplicações para esta substância que nós não podemos sequer imaginar neste momento”, disse ele.

Considerações finais

Os cogumelos enteógenos são ferramentas que deverão fazer parte da medicina psiquiátrica em um futuro próximo e devem ser respeitada pelo uso longevo que data de tempos imemoriais. Um fato inevitável é o abuso recreativo ou venda de cápsulas que podem acarretar transtornos e bloqueio pela vigilância sanitária tal como foi acometido com a planta medicinal e alimentícia moringa oleifera.

A venda de cápsulas para consumo oral de moringa gerou a proibição devido a incidência de pessoas sem autorização ou competência técnica na produção e medicação de indivíduos, hoje os cogumelos seguem a mesma linha, podendo ser proibidos pela manipulação e venda indevida que são as cápsulas.

 

Fontes

Créditos: https://www.medicalnewstoday.com/articles/308850#abuse-potential
Artígos Científico usados: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0028390817306391

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5776504/

 

Matéria traduzida e adaptada por Basidium Sapiens do site https://culturadoscubes.com/ e os créditos devem ser devidos.

Todo o conteúdo tem embasamento científico e nenhuma informação aqui contida foi alterada ou presumida.

O material pode ser copiado desde que os créditos sejam citados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *